Terça-feira, 8 de Abril de 2008

Parabéns à Margarida Martins

 A Margarida Martins, grande mulher por quem tenho o maior respeito e admiração, merecia que eu tivesse divulgado esta noticia há mais tempo. Mas tenho andado num virote e porque mais vale tarde que nunca, aqui fica a decisão do Supremo sobre uma noticia injuriosa publicada há anos pela primeira vez por um jornal que já desapareceu, mas que teve posteriormente ampla divulgação nos outros Media.
Para quem vive de mão estendida, e isto não é figura de estilo é a verdade, como a Margarida, o efeito que esta noticia teve foi fortíssimo .
O que vem provar que em Portugal, em vez de estarmos agradecidos a quem dedica a vida a trabalhar em prol de causas nobres, gostamos de atacar e inventar histórias.
Tenho o privilégio de ter conhecido, graças ao meu trabalho em televisão, a Margarida, de a ter visto trabalhar ao longo dos anos e acredito sinceramente que poucas pessoas neste país e noutros conseguem fazer tanto com tão pouco.
Parabéns atrasados, Margarida, pela reposição da verdade, que como sempre, teve praticamente nenhuma cobertura mediática.
As boas noticias, essas segundo parece, continuam a não ser noticias.
Nem mesmo quando se trata da verdade!
 

 
 Largo José Luís Champalimaud , nº 4A
1600-110 Lisboa
Tel: 21 799 75 00 / Fax: 21 799 75 99
Linha Abraço 800 225 115
www.abraco.org.pt
 
Foi publicado no Jornal de Noticias de 18 de Fevereiro p.p . a noticia sobre
Supremo Tribunal condena jornalista a pagar indemnização por difamação a
Presidente da Abraço
 
20 de Fevereiro de 2008 por Ana Marcela
O Supremo Tribunal de Justiça confirmou a sentença que obriga um jornalista
do extinto Euronotícias ao pagamento de uma indemnização de 12.500 euros por difamação à presidente da Abraço, Margarida Martins.A decisão confirma o
despacho proferido pelo Tribunal da Relação de Lisboa, após a análise dos
recursos enviados pelos tribunais de primeira instância que obrigavam o
jornal, então dirigido por Tiago Franco, a pagar uma indemnização de 20 mil
euros, e o autor dos textos, Fernando Esteves, ao pagamento de cinco mil
euros. O despacho da Relação reduzia o valor de indemnização a pagar para
12.500 euros, sendo esta suportada na íntegra pelo jornalista.
 
Os textos publicados na época no semanário noticiavam que Margarida Martins
teria reunido considerável património em habitações desde que era presidente
da Abraço, tendo ainda sido referidas alegadas irregularidades na gestão de
dinheiros recebidos pela associação de dois ministérios. Dados que o
Supremo, com base na prova feita em julgamento, considerou não provados.
Contactado pelo M&P, Fernando Esteves não quis comentar.
 
 

tags:
publicado por Luísa Castel-Branco às 16:55
link do post | comentar | favorito

Vox pop - E viva Campo de Ourique e as histórias felizes!

Fui lá armada em esperta. A intenção era saberm se aquelas mulheres que ali trabalhavam no Mercado de Campo de Ourique tinham sequer sabido da comemoração do Dia Internacional da Mulher.

E não é que todas, apenas uma excepção, tinham recebido presentes, eram casadas há mais anos do que imaginamos que ainda existam casamentos em Lisboa ?!

Toma lá Luísa para aprenderes!

posts recentes

Pois é, vem ai o Natal!

raquel disse sobre A dor ...

Ana Paula disse sobre Des...

Importa-se de repetir????...

Paula disse sobre Virgem ...

Sara disse sobre Virgem a...

Maria disse sobre Diário ...

Alexandra disse sobre DES...

sara disse sobre Negas a...

? disse sobre Diário de u...

Obrigada Maria

Negas ao sexo? Cuidado av...

Sobreviver a 2009

coisas q eu quero mudar e...

Sofia Diniz disse sobre A...

tags

todas as tags

arquivos

Dezembro 2011

Fevereiro 2010

Novembro 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

pesquisar

 
blogs SAPO

subscrever feeds