Terça-feira, 10 de Fevereiro de 2009

Obrigada Maria

Sou a Maria, tenho 36 anos,  admiro o seu trablho,  a sua postura, enfim posso dizer que sou sua fã..
Comprei o seu livro, e amei, a história que conta é encantadora e está profundamente bem escrita. É uma história com alma que nos faz   reflectir na mulher e no seu papel na sociedade. A passagem que mais me tocou foi a que escreveu no segundo parágrafo da página 65. Esta é também a minha filosofia de vida, " nada acontece por acaso ...(...).
 
Beijos meus
Maria
publicado por Luísa Castel-Branco às 12:54
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Negas ao sexo? Cuidado avisa o Paulo!

paulo s.

mais uma opiniao, sera que concorda?
 

eu parto do principio que quando um casal faz sexo, que é para exprimir o seu amor fisicamente e nao por segundas intençoes.
quando um homem partilha as tarefas domesticas com a mulher (o que acho bem), ela recompensa-o estando disponivel para o sexo.
se por acaso, o homem num dia nao a ajudar, por querer ver um jogo de futebol: por exemplo, a mulher castiga-o, fazendo greve de sexo durante alguns dias.
mas, o pior é se o tiro lhe sai pela culatra... e se, enquanto a esposa estiver de greve, o homem numa saída á noite com os amigos encontrar uma mulher que nao esteja em greve de sexo?
nao estou a defender o homem que faça tal acto, pois a traiçao é horrivel. é so uma alerta ás mulheres para o feitiço nao se virar contra o feiticeiro.

Meu caro Paulo,

Se um casal faz amor sem segundas intenções, então onde entra o conceito de trocar a "ajuda" nas tarefas domésticas por uma noite de sexo?

E agora, pergunto-lhe eu: Quantas noites sem sexo por não fazer a cama, ou não tapar a sanita, ou deixar a roupa espalhada pelo chão, ou a maldita da pasta de dentes com a tampa aberta, enfim, qual é a cotação vigente?

Mas até é bem possivel que você tenha razão e que esta "economia de mercado" exista.

Fica aqui então o seu aviso às grevistas do sexo.

Quanto à minha opinião: Caramba, se trocarem sexo seja por alguma coisa que valha a pena (já que o conceito de amor não se encaixa aqui)!

Um abraço e volte sempre

publicado por Luísa Castel-Branco às 12:45
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito

Vox pop - E viva Campo de Ourique e as histórias felizes!

Fui lá armada em esperta. A intenção era saberm se aquelas mulheres que ali trabalhavam no Mercado de Campo de Ourique tinham sequer sabido da comemoração do Dia Internacional da Mulher.

E não é que todas, apenas uma excepção, tinham recebido presentes, eram casadas há mais anos do que imaginamos que ainda existam casamentos em Lisboa ?!

Toma lá Luísa para aprenderes!

posts recentes

Pois é, vem ai o Natal!

raquel disse sobre A dor ...

Ana Paula disse sobre Des...

Importa-se de repetir????...

Paula disse sobre Virgem ...

Sara disse sobre Virgem a...

Maria disse sobre Diário ...

Alexandra disse sobre DES...

sara disse sobre Negas a...

? disse sobre Diário de u...

Obrigada Maria

Negas ao sexo? Cuidado av...

Sobreviver a 2009

coisas q eu quero mudar e...

Sofia Diniz disse sobre A...

tags

todas as tags

arquivos

Dezembro 2011

Fevereiro 2010

Novembro 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

pesquisar

 
blogs SAPO

subscrever feeds