Quinta-feira, 5 de Junho de 2008

Desafio nº 18 – Eu estou numa de introspecção. Que tal alinharem comigo?

 

 
Pus-me a pensar que raras vezes paramos para fazer o ponto da situação sobre a nossa vida.
Não falo daquela contabilidade dos afectos, do deve e haver entre o que depositamos nas pessoas que amamos e o retorno que recebemos.
Ou tomar o pulso ao trabalho, ou sequer como vai o nosso papel de Mãe, onde residem as nossas maiores dúvidas sobre o que fazer ou se fizemos bem ou mal.
Não, nada disso. Já vos disse, estou numa de introspecção e deu-me para isto. Apeteceu-me fazer uma lista das coisas da minha vida que mais gosto, e das que mais detesto. E depois de imprimir a folha, coloca-la na parede, na carteira ou seja lá onde for, e de vez em quando quero olhar para o papel e ver o que aconteceu de novo, o se tudo está igual.
 
Gosto do cheiro da terra molhada; gosto do perfume da pele da minha neta, o mais perfeito aroma do universo, gosto de me rir com os meus filhos por coisa nenhuma e sem contenção, gosto de algumas pessoas o suficiente para elas serem uma presença constante no meu pensamento, amo poucas pessoas, mas amo de forma total e irracional, sem limites, Gosto do cheiro da tinta fresca do jornal ou de um livro, daquela sensação de ser a primeira a abrir as paginas, a descobrir as palavras. Gosto da minha música mas gosto ainda mais do canto dos pássaros, do silêncio cheio de sons da mãe terra. Gosto da canção do vento, quando embala as arvore. Gosto de pessoas bem-educadas, com coração gentis e amáveis no trato com os outros. Gosto de todas as crianças, de perder-me a olha-las e a imaginar as vidas que têm pela frente. Gosto de conversar seja com quem for, mas nunca sobre terceiros mas sobre tudo o resto. Gosto de escrever todos os dias e fazê-lo sem sentido apenas porque é a maior evasão e a melhor forma de lutar contra todos os medos. Gosto de adormecer agarrada ao homem que amo e gosto de lhe saber os defeitos e qualidades e gosto que ele me saiba de cor. Gosto de ainda estar por cá, desta segunda chance que a vida me deu.
 
Não gosto de gente invejosa. Não gosto de calor, nem de praia no Verão. Não gosto de multidões e de festas em que se fala de trivialidades e dos outros, a vida é curta de mais para isso. Não gosto de não falar todos os dias com os meus filhos, mas tento pelo menos aguentar quarenta e oito horas e mais não consigo. Não gosto de pessoas que maltratam os outros. Não gosto da falta de respeito pelos menos afortunados e da bajulação aos poderosos. Não gosto de acordar com barulho, não gosto de comer. Não gosto da maldade seja qual for a forma que ela se vista. Não gosto de gritos, não gosto de gente falsa, sorrisos falsos, palavras falsas. Não gosto de ver o noticiário e ter medo do futuro, mais dos meus filhos do que do meu. Não gosto de quem não gosta de crianças e animais. Não gosto de gente mal agradecida. Não gosto do meu corpo. Não gosto de pensar em mim porque me vem o medo da morte. Não gosto de olhar para mulheres de plástico, esticadas e retocadas a fugir do tempo como se tal fosse possível. Não gosto de não poder ajudar tanta gente que precisa. Não gosto de quem sou e deste eterno desassossego de alma. Não gosto de pesadelos que me fazem acordar coberta de suor e por isso tenho medo do escuro.
Não gosto que alguém diga mal dos meus filhos. Não gosto de quem pensa que nos conhece mas tal não é verdade.
Não gosto dos abusos de poder que cada dia mais vejo por todo o lado. Não gosto de não gostar de tanta gente por lhes ter perdido o respeito.
 
Pronto, a minha lista está feita. Faça a sua.
Até para a semana.
publicado por Luísa Castel-Branco às 09:36
link do post | comentar | favorito
12 comentários:
De Antonio Jose Calado a 16 de Junho de 2008 às 17:07
BOA TARDE,
Esta sua introspecçao fez-me recordar o que eu deveria andar a ler e praticar no meu dia a dia, resumindo, tudo o que li, vi e ouvi no filme e livro "O SEGREDO" e nos livros que ja li sobre esse assunto, ate mesmo de autores que fazem parte desse mesmo filme. por todo esse meu "pouco" conhecimento sobre o assunto, acho que poderia experimentar reescrever todo o ultimo paragrafo da sua citaçao , retirando todos os "NÃOS" e afirmaqções negativas por expressões de cariz positivo, pois ao dizer que nao gosta de alguma coisa esta simplesmente a recordar esse sentimento negativo e a dar-lhe ainda mais importancia . Deveria no entanto reescrever esses sentimentos mas, apenas o seu lado bom, sem sequer se lembrear ou realçar de algum modo o que de negetivo a ele se assossiaria no passado.
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

BOA TARDE, <BR>Esta sua introspecçao fez-me recordar o que eu deveria andar a ler e praticar no meu dia a dia, resumindo, tudo o que li, vi e ouvi no filme e livro "O SEGREDO" e nos livros que ja li sobre esse assunto, ate mesmo de autores que fazem parte desse mesmo filme. por todo esse meu "pouco" conhecimento sobre o assunto, acho que poderia experimentar reescrever todo o ultimo paragrafo da sua citaçao , retirando todos os "NÃOS" e afirmaqções negativas por expressões de cariz positivo, pois ao dizer que nao gosta de alguma coisa esta simplesmente a recordar esse sentimento negativo e a dar-lhe ainda mais importancia . Deveria no entanto reescrever esses sentimentos mas, apenas o seu lado bom, sem sequer se lembrear ou realçar de algum modo o que de negetivo a ele se assossiaria no passado. <BR class=incorrect name="incorrect" <a>Nao</A> me leve a mal estas observações, e a primeira vez que faço algo do genero , tenho lido alguma coisa no genero , mas, tenho um negocio de electrodomesticos e computadores e na maior parte do tempo sinto-me demasiado pessimista, o que por vezes me fazem pensar em abandonar tudo, são as rendas, são os impostos, são cerca de 200 de contabilidade todos os meses, são as prestações dos creditos feitos para começar esta casa há dois anos e meio e, com tanta concorrencia , nalguns casos deslial , torna-se dificil . <BR>Obrigado por me "ouvir" (ler), nestas singelas palavras, vou continuar a lutar e, tentar vencer neste mundo de oportunidades que, segundo "O SEGREDO" sao infinitas.


De Teresa Santos a 20 de Junho de 2008 às 12:12
Olá :-)
A minha lista é muito parecida com a sua. Nuca fiz a minha lista, mas ela está quase feita. Por si.
Há apenas 3 coisas diferentes: Não tenho medo do escuro, gosto de comer e gosto IMENSAMENTE de praia, não por peocupações de bronze, mas porque os meus momentos de praia são os únicos em que me sinto realmente a descansar.
Obrigada Luísa, por nos brindar sempre com palavras tão simples e tão profundas. E obrigada também por nos permitir observar a nobreza do seu coração.
A 'vida' sabia que tinha de lhe dar uma segunda chance...
Um abraço
Teresa


De Il Conte a 21 de Junho de 2008 às 13:27
Eu percebo, somente fico triste em ler que não gosta do seu corpo. Porqué? Não me diga que é dessas que se deixem convencer pelas revistas e pela tv que toda a mulher que já não tem 20 aninhos nem corpo de bailarina seria feia!
Estupidez!
Aprenda a gostar de si.
Se quiser pode tentar mudar algo, sei la, o penteado, fazer uma dieta, mas sem stress nenhum, ok?
Va para o cabeleireiro, compra um novo vestido e novos sapatos para si, tire uma fotografia com a sua familia , toda arranjadinha como antes de irem a um casamento, e depois volte a escrever que gosta de si, e também gosta do seu corpo. Não queria voltar a ler isso que não gosta, deixa-me triste.
Ah...eu sou uma pessoa com muitos daqueles "defeitos" listados, seria um desses de que a senhora não ia gostar nada! Paciencia! não preciso que o mundo inteiro geste de mim, posso muito bem aceitar que alguém me ache insuportavel.
Ah...mais uma questão: não gosta que alguém fale mal dos seus filhos...agora eu percebo, mas deve deixar a outros...por exemplo professores, avos, etc. a possibilidade de falar mal consigo ao menos do comportamento dos seus filhos, sem ficar irritada!
Se um professor queixa-se que um filho é mau aluno, ou indisciplinado, tem o direito de fazer isso, alias tem o dever, a obrigação moral, não é "mau".
Tudo de bem para si


De marisol a 21 de Junho de 2008 às 19:27
Gosto do Verão,
Gosto do sol que me aquece,
Gosto de chá de menta,
Gosto de café.
Gosto de praia,
Gosto de dar mergulhos,
Gosto de passear no areal.
Gosto de estar com as minhas amigas,
Gosto de ti...e de ti...e de ti...
Gosto de falar pelos cotovelos,
Gosto de rir ate me doer a barriga,
Gosto de sair à noite,
Gosto de frango pipoca,
Gosto das semanas académicas...
Gosto das noites estreladas,
Gosto de sonhar.
Gosto do Inverno,
Gosto do som do vento,
Gosto de andar à chuva,
Gostos do cheiro de terra molhada,
Gosto de saltar para as poças de água.
Gosto de fazer anos,
Gosto de receber presentes,
Gosto de surpresas,
Gosto de dar.
Gosto de aventuras,
Gosto de dizer tudo o k penso...
Gosto de amar a 200/H
Gosto de viver intensamente!

gostei de escrever isto!
:)


De MTF a 22 de Junho de 2008 às 14:14
Esta lista já foi feita tantas vezes em tantos lugares...tanta revistinha a publicar tanto post igual ou quase igual ao que aqui se encontra... Tão levezinho, tão...o termo é seu: "armada em esperta". Peço desculpa mas não gosto nada!
Tente falar de coisas mais séria ou de coisas sérias de uma forma mais profunda. Pode-se ser irónico sem deixar de ser profundo, mas assim tão revistinha...pena!

MTF


De Rui Vasco Neto a 23 de Junho de 2008 às 20:15
luisa,
consigo perceber a opinião de MST, de alguma forma semelhante à minha própria opinião. E devo dizer-lhe que vejo nela o mais consistente elogio desta lista de comentários, já que expressa claramente a convicção da sua capacidade em fazer mais e melhor nesta área da opinião escrita.
A mim parece-me desinspirado, o post, construído na obrigação de dizer coisas e não gerado e nascido pela força das convicções, que a Luísa tem de sobra (as duas coisas, força e convicções, entenda-se). Mas isto é mais fácil dizer que corrigir e/ou evitar, quando se bloga com regularidade, como é o seu (e meu) caso. Só aí é que a gente vê como é duro e difícil ser-se fantástico e brilhante o tempo todo, acertar sempre na mouche da razão com a seta da palavra. No meu caso, por exemplo, venho de uma crise recente, como pode conferir aqui: http://setevidascomoosgatos.blogs.sapo.pt/1634158.html . O seu 'caso', a existir, não tem comparação (pela positiva, claro.)
Por tudo isto, caríssima, aceite o opinar desta ruim cabeça: mande às malvas toda e qualquer sentença de bota-abaixo maldoso (diga-se, por justiça, que aqui não teve nada disso, pelo contrário, até). E amanhã, depois ou um destes dias, quando lhe apetecer mesmo, quando sentir 'ferver' no peito uma convicção muda no grito, jogue-se ao teclado e dê-lhe voz com a alma que se lhe (re)conhece. Logo verá a diferença, acredite.
Aceite os meus melhores cumprimentos, nesta primeiríssima visita ao seu blog. Uma verdadeira descoberta, graças ao destaque Sapo. E apareça lá na minha loja, se lhe der para tanto, traga uma daquelas mocas de Rio Maior e desanque sem dó nem piedade na retribuição. Por enquanto, enquanto vai e não vai, folgam as costas...
Cumprimentos

rvn
(http://setevidascomoosgatos.blogs.sapo.pt/)


De folhaaovento a 27 de Junho de 2008 às 22:53
Olá Luisa
Muito Boa Noite, também já renho feito listas umas mentais outras escritas, temos muitos gostos iguais porque eu também adoro o cheiro de terra molhada................e de tudo o mais, silêncio e ainda adoro praia, do cheiro da maresia, da areia solta, dos raios de sol, aquecendo de leve o meu corpo, è dos poucos sitios em que me sinto numa espécie de meditação,gosto muito de gostar, de me dar, de ser meio louca, sim aos 50 já podemos cometer todas as loucuras e até perder um pouco a compostura, se os outros não gostam não estou nem aí.......gosto do meu corpo, recebe alguns elogios por isso tenho que pensar que ter um corpo de adolescente acom esta idade sem nada fazer para isso a não ser fazer tudo com muito entusiasmo, dar-me smpre por inteiro, é uma mais valia.
Já tive muitas fases em que não gostava de mim mas as minhas listas têm me ajudado a gostar principalmente de mim
Não tenho medos.
gosto de ser dessassocegada, è por isso que ando sempre em constantes procuras, encarando sempre um desafio como uma maneira de crescer.
Adoro a mimha filha ......mas não entramos com tristezas por não falarmos um dia ou dois.
Adoro a vida.................gostaria que fosse mais "solta"mas todos temos um mas.................
Tambem li a carta da tua leitora e penso um bocado como tu, atè porque já passei um mau bocado............mas receber tanta humilhação nos dias de hoje..............NÂO
Nenhuma mulher se deve vergar dessa forma, para se ter orgasmos não é preciso o homem machão............existêm formas bem mais revigorantes de os termos ...................há sempre outro homem ou ...................Não
Um Beijo muito Grande

Maria


De sofia G. a 3 de Julho de 2008 às 14:03
Olá!

Fez-me pensar. Fez-me pensar numa série de coisas que já nem me lembrava. Coisas que gosto, coisas que me trazem saudades e coisas...coisas que não suporto.
Identifiquei-me consigo nalgumas situações. Detesto calor. Gosto mais do acolhedor Inverno. Tenho algumas coisas de que gosto menos. Detesto que me ocultem coisas, pelo menos aquelas que me interessam directamente, irritam-me aquelas pessoas que não são pontuais e detesto o cheiro a cartão.
Agora, adoro uma série de coisas...uma das quais é passar tempo e brincar com o meu filho. Adoro quando o meu filho me beija e me dá aqueles abraços mais importantes do mundo. Gosto muito também, e tenho imensas saudades, ficar a "pastar" (termo que uso para dizer não fazer nada) no sofá a ler um bom livro ou algo interessante. Gosto muito também do cheiro a Natal. Adoro a azáfama e a confusão que antecedem estes dias. E até gosto de deixar tudo para a última hora...quem não gosta muito disso é o meu marido...

Obrigada por me fazer lembrar uma série de coisas...umas que adoro e outras que nem por isso, mas que não deixam de ser importantes.


De CatarinaSM a 10 de Julho de 2008 às 19:29
Olá Luísa! Confesso que é a 1ª vez que participo em algo deste género, mas a sua introspecção não me deixou indiferente...
Embora seja mais jovem que a Luísa, entendo perfeitamente tudo aquilo que escreveu, a excepçaõ é a praia, por enquanto ainda gosto, um mergulho no mar lava-me a alma... Mas não posso também de pensar no medo que tenho daquilo que o futuro possa trazer, principalmente para os meus filhotes, como eu a entendo....
Continue assim, precisamos de pessoas como você..


De Rosa Carvalho a 7 de Abril de 2009 às 19:39
Gosto muito da Sra. Dª. Luísa Castel-Branco; considero-a uma personalidade e pessoa muito terra-a-terra, verdadeira, directa, sem máscaras. E sim é verdade que andamos constantemente de tal forma 'atolados' e stressados com os nossos afazeres e obrigações sociais e pessoais, que às tantas nem sabemos já qual o objectivo de tudo isso, quanto mais conseguirmos parar, também mentalmente, para saborear quer as coisas boas, quer as menos boas da vida; enfim, quem somos realmente, e qual o nosso papel neste Universo, e porquê.
Um bem haja por nos 'obrigar' a abrandar e reflectir um pouco sobre isso.


Comentar post


Vox pop - E viva Campo de Ourique e as histórias felizes!

Fui lá armada em esperta. A intenção era saberm se aquelas mulheres que ali trabalhavam no Mercado de Campo de Ourique tinham sequer sabido da comemoração do Dia Internacional da Mulher.

E não é que todas, apenas uma excepção, tinham recebido presentes, eram casadas há mais anos do que imaginamos que ainda existam casamentos em Lisboa ?!

Toma lá Luísa para aprenderes!

posts recentes

Pois é, vem ai o Natal!

raquel disse sobre A dor ...

Ana Paula disse sobre Des...

Importa-se de repetir????...

Paula disse sobre Virgem ...

Sara disse sobre Virgem a...

Maria disse sobre Diário ...

Alexandra disse sobre DES...

sara disse sobre Negas a...

? disse sobre Diário de u...

Obrigada Maria

Negas ao sexo? Cuidado av...

Sobreviver a 2009

coisas q eu quero mudar e...

Sofia Diniz disse sobre A...

tags

todas as tags

arquivos

Dezembro 2011

Fevereiro 2010

Novembro 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

pesquisar

 
blogs SAPO

subscrever feeds