Segunda-feira, 1 de Setembro de 2008

DESAFIO Nº 20 – SOBREVIVER Às FÉRIAS

 

 
 
Até que você que está a ler este texto pode pertencer aquele numero reduzissem de seres humanos, principalmente se falarmos das mulheres, que viveu umas férias fantásticas, paradisíacas.
Parabéns para si e não precisa de continuar a ler este Desafio!
Se por acaso, você é apenas uma mulher normal, acabada de chegar das férias está pura e simplesmente estoirada, desejosa de poder, e não pode, fugir para parte incerta, e ainda por cima chegou o momento de retomar o trabalho, o que como se sabe, em poucos casos é aquele que gostaríamos de ter e nos faria feliz.
 
Os estudos comprovam que as duas épocas do ano em que há mais divórcios são após Natal e após Férias.
É perfeitamente compreensível.
Partimos de malas aviadas, o que significa a maior parte das vezes transportar metade da casa, os catraios aos berros o tempo todo até chegarmos ao destino, e depois o tempo todo até à volta para casa.
Se são suficientemente pequenos para corrermos atrás deles, vivemos todos os terrores dos perigos que podem acontecer.
Se são adolescentes, vivemos os mesmos terrores mas nada podemos fazer a não ser passar a noite acordadas a olhar para o relógio à espera que cheguem a casa!
 
Por uma qualquer razão, o termo FÉRIAS aplica-se numa família a todos os seus membros exceptuando à mãe, dona de casa, esposa, sogra, e todos os múltiplos papéis que temos que suportar na vida.
 
Se há condições financeiras para levar uma empregada doméstica, então a carga está aliviada, mas senão, o trabalho é ainda maior do que quando estamos na nossa própria casa.
 
Depois, há ainda a ponderar as relações humanas entre adultos.
Tal como no Natal, parece que toda a gente escolhe estes momentos que deveriam ser de descanso para deitar cá para fora tudo o que andaram a guardar entalado na garganta o ano inteiro!
 
O.K. Se calhar estou a ser dramática demais e injusta para com a felicidade alheia.
Mas aposto que se vocês me escreverem a contar as vossas férias, os relatos não seriam muito diferentes do que aqui digo.
 
Pois aqui fica o meu Desafio.
E já agora, tenham calma que só voltam a ter esta provação daqui a um ano!
 
 
 
publicado por Luísa Castel-Branco às 10:25
link do post | comentar | favorito
11 comentários:
De mautemponocanal a 1 de Setembro de 2008 às 14:49
Dramática demais? Nada disso. Não posso deixar de concordar que as férias são deveras cansativas com duas crianças pequenas...
Aquilo que eu pensava ser tempo de relax transformou-se num abrir e fechar de olhos nas semanas mais cansativas do ano.
Decidimos presentear as filhotas (uma com 5 e outra com 8 anos) com uma visita à EuroDisney na última semana de Julho. Hoje pergunto-me onde estava eu com a cabeça para arrastar 2 "piquenas" por Paris inteiro com viagens de metro, comboio e passeios pedonais...sim...porque não ia deixar de mostrar Paris às criaturinhas....olhem...aqui é onde o corcunda viveu...olhem...aqui a torre Eiffel, do Ratatui...
Foi tudo muito cansativo. Agora precisava de umas mini férias para descansar das férias...Entende-me não?



De Patrícia a 1 de Setembro de 2008 às 17:47
Perante o cenário.... a definição de férias será: mudança de ares, de rotinas, ou seja, não se tem o despertador às 7 da manhã, os horários a cumprir porque de resto "mulher sofre" e até que esteja tudo de volta ao seu sítio original!!!!!
A verdade é que, por piores que sejam estamos todo o ano a desejá-las.....mas que a ressaca das ditas custa ai isso custa!!
beijos


De Sofia N. a 2 de Setembro de 2008 às 09:51
Caríssima Luísa,

Mas que belo relato!

Obrigada!


De sonia a 3 de Setembro de 2008 às 07:27
Eu nao tenho ferias ha 5 anos.... e confesso que estou DESEJOSA de as ter...em principio so terei para o proximo ano. Espero que sejam em GRANDE.

Nao tenho filhotes, logo, esse tipo de situaçoes nao acontecem comigo.

Penso que tambem depende muito da forma como ocupamos o tempo...por exemplo, no fim-semana prolongado que houve em Agosto aproveitei para ir com a minha cara-metade uns dias ao Alentejo....bem...acreditem, aproveitamos mais do que uns familiares lá uma semana.

Ferias, que cheguem rápido porque estou mesmo a precisar.


De Fátima L. a 3 de Setembro de 2008 às 21:09
Infelizmente não pertenço a esse grupo de mulheres privilegiadas !!
Sabe Luísa, as férias já não são o que eram ou por outra deixam de ser férias como devem ser quando passamos do estatuto de filhos apenas, a pais também.
Ou seja, bendito o tempo em que como filhos as responsabilidades de ir e estar de férias eram dos nossos pais, aí sim, eu divertia-me!!!!
Agora, nos dias que antecedem as férias é um corrupio para deixas as coisas organizadas em casa e sobretudo no emprego onde há sempre alguém a pesquisar as falhas na nossa ausência para fazer um brilharete com os chefes.
Depois de malas preparadas lá vamos tentar descontrair e trabalhar o menos possível. Infelizmente por vezes tal não acontece, as refeições as roupas que é necessário ter em condições por muito simples que sejam, alguma ordem que é necessário estabelecer em casa. Enfim!!!!!!!!!!Não a quero cansar!Mas deixe-me que lhe diga que ter boas férias não depende apenas do factor económico, há pessoas que conseguem ser felizes e estar bem com tão pouco, essas são as que eu realmente admiro e "invejo"! Gostava tanto de ser assim, apreciar tudo o que a vida nos dá!
Estou a precisar de férias!!!!!!!!!!!!!!!!Já não me lembro das que tive em Julho!!!!!!!!

Beijinho e obrigada pela Alma que foi comigo de férias!


De Ana Mascarenhas a 7 de Setembro de 2008 às 13:42
Cara Luísa,

Pela segunda vez lhe visito e não me arrependo.
Se me permite, a minha opinião é diferente e começo pelo título.

"SOBREVIVER Às FÉRIAS"... Parece-me um título pertinente e bastante forte até, se tivermos em conta a palavra sobreviver, porque não viver?

Acredito que ninguém queira resistir ou subsistir às férias, querem tão somente viver as férias como qualquer ser humano, é tão simples quanto isto, se assim não fosse, porque lhe chamamos férias?

Nesse caso preferia e neste contexto porque não, apenas ler, "Sobreviver à ausência de férias"

É um tema controverso :)

Carpe Diem

Ana Mascarenhas


De de Marte a 8 de Setembro de 2008 às 13:15
Luisa, fico sempre entusiasmada com as suas intervenções!
Um dia gostava de poder ter nas pessoas o efeito que a Luisa tem.
É assertiva, directa e justa.
Muitos parabéns.

http://www.oblogdemarte.blogspot.com/


De Sarocas a 12 de Setembro de 2008 às 13:00
Vi o vídeo que temos à direita sobre as mulheres de Campo de Ourique, que por acaso é o bairro onde resido, e queria dizer que : VIVA MESMO CAMPO DE OURIQUE!

Gostava que quando pudesse, desse uma olhada no meu blog.

Obrigada


De Amélia Monchique Graça a 17 de Setembro de 2008 às 10:32
Work, work, work… Ou então "Money makes the world go round". Depois de tantos anglicismos, só faltava mesmo um Jean Paul Gaultier e um Ma Dame para – e agora em português – me "lixarem" as férias. Estive a preparar um trabalho sobre este novo perfume e férias… nem um cheirinho. Mas, no final, valeu a pena, apesar de ter ficado a ver Paris por um canudo.


De sofia martins a 25 de Fevereiro de 2009 às 22:28
Boa noite
E eu que pensava que não era normal por nem sp encarar a ideia de ir de férias de sorriso nos lábios...aliás, encaro dessa forma as férias que faço a sós com o meu marido..mas qd as férias implicam criançada, leia-se enteadas, o entusiasmo já não é o mesmo...se não é fácil qd os filhos são nosso o que fará qd não são!!!


Comentar post


Vox pop - E viva Campo de Ourique e as histórias felizes!

Fui lá armada em esperta. A intenção era saberm se aquelas mulheres que ali trabalhavam no Mercado de Campo de Ourique tinham sequer sabido da comemoração do Dia Internacional da Mulher.

E não é que todas, apenas uma excepção, tinham recebido presentes, eram casadas há mais anos do que imaginamos que ainda existam casamentos em Lisboa ?!

Toma lá Luísa para aprenderes!

posts recentes

Pois é, vem ai o Natal!

raquel disse sobre A dor ...

Ana Paula disse sobre Des...

Importa-se de repetir????...

Paula disse sobre Virgem ...

Sara disse sobre Virgem a...

Maria disse sobre Diário ...

Alexandra disse sobre DES...

sara disse sobre Negas a...

? disse sobre Diário de u...

Obrigada Maria

Negas ao sexo? Cuidado av...

Sobreviver a 2009

coisas q eu quero mudar e...

Sofia Diniz disse sobre A...

tags

todas as tags

arquivos

Dezembro 2011

Fevereiro 2010

Novembro 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

pesquisar

 
blogs SAPO

subscrever feeds