Terça-feira, 10 de Fevereiro de 2009

Negas ao sexo? Cuidado avisa o Paulo!

paulo s.

mais uma opiniao, sera que concorda?
 

eu parto do principio que quando um casal faz sexo, que é para exprimir o seu amor fisicamente e nao por segundas intençoes.
quando um homem partilha as tarefas domesticas com a mulher (o que acho bem), ela recompensa-o estando disponivel para o sexo.
se por acaso, o homem num dia nao a ajudar, por querer ver um jogo de futebol: por exemplo, a mulher castiga-o, fazendo greve de sexo durante alguns dias.
mas, o pior é se o tiro lhe sai pela culatra... e se, enquanto a esposa estiver de greve, o homem numa saída á noite com os amigos encontrar uma mulher que nao esteja em greve de sexo?
nao estou a defender o homem que faça tal acto, pois a traiçao é horrivel. é so uma alerta ás mulheres para o feitiço nao se virar contra o feiticeiro.

Meu caro Paulo,

Se um casal faz amor sem segundas intenções, então onde entra o conceito de trocar a "ajuda" nas tarefas domésticas por uma noite de sexo?

E agora, pergunto-lhe eu: Quantas noites sem sexo por não fazer a cama, ou não tapar a sanita, ou deixar a roupa espalhada pelo chão, ou a maldita da pasta de dentes com a tampa aberta, enfim, qual é a cotação vigente?

Mas até é bem possivel que você tenha razão e que esta "economia de mercado" exista.

Fica aqui então o seu aviso às grevistas do sexo.

Quanto à minha opinião: Caramba, se trocarem sexo seja por alguma coisa que valha a pena (já que o conceito de amor não se encaixa aqui)!

Um abraço e volte sempre

publicado por Luísa Castel-Branco às 12:45
link do post | comentar | favorito
8 comentários:
De allegra a 11 de Fevereiro de 2009 às 17:41
sabem o que acho estranho? é que a mulher põem o marido de castigo...entao e ela?? nao ta tb de castigo??? lololol...a mulher que opta por esse comportamento deve gostar mto pouco de sexo....e mto de fingir orgasmos....Parabens pelo seu livro Luísa;)


De Anónimo a 25 de Fevereiro de 2009 às 14:04
Caro Paulo,

Parece-me que tem uma ideia um bocado distorcida... se as mulheres fossem castigar os seus homens, por não fazerem as ciosas que deveriam fazer e quase nunca fazem, então eles teriam greve de sexo durante anos... Além disso, se fazer amor com o parceiro , é um acto desinteressado, como você diz, não me parece um filosofia muito correcta de procurar fora o que não se tem em casa. Talvez se começar por perceber as vontades da companheira em vez de pensar que a sua greve de sexo é uma forma de o castigar por aquilo que não faz e devia ter feito, talvez tenha melhores resultados. Já pensou se ela opta por fazer o mesmo? procurar fora o que não tem em casa...


De Manu a 14 de Abril de 2009 às 12:50
Não entendo como se pode ter a ideia de trocar sexo por tarefas.
Quando existe amor e num casal não tem razão de existir esse pensamento.
O sexo não pode ser moeda de troca, ou se tem vontade ou não.
Nenhum dos dosi pode obrigar o outro a fazer o que não quer.
Procurar fora de casa o que não se tem dentro também não parece solução.
Quando chegamos a essa situação então algo não vai bem em casa.
O melhor é repensar na relação, falar abertamente e resolver o problema.
Falo por experiência própria, a conversa entre o casal é muito importante.
Adoro o seu Blog, e a sua postura na vida.
Muito obrigado e um beijinho
Manu


De no ordinary girl a 13 de Maio de 2009 às 10:37
Um alerta para homens/maridos,
a mulher quando diz que faz greve de sexo é com ele... tambem pode ir atras de outros homens disponiveis e que nao esperam nada em troca. Não sou a favor disso. Mas se um homem pensa que há mulheres disponiveis, haja alguem que lhe diga que há tambem muito homem jeitoso disponivel. Por isso, mais vale ajudares a colocar a mesa, lavar a loiça e ajudar... mas com a cabeça leve!


beijinhos


De angelasoeiro a 13 de Maio de 2009 às 19:06
Aquilo de que o Paulo fala pode ser bem grave, mas noutras circunstâncias... (e não no facto do marido não lavar a loiça, lol)
No outro dia no meio de uma conversa, um amigo confessou-me que o casamento não ia bem e que a mulher o evitava à meses, usando várias formas de o fazer... Indo para a cama mais cedo e fingir que já dorme quando ele se vai deitar. Quando ele se prepara para ir para a cama mais cedo também, ela fica no sofá a ver tv, fingindo que adormece depois... Inventando dores de cabeça, põe o filho a dormir entre eles... E evita falar no assunto! Achei estranho e um caso isolado, mas depois um colega já divorciado afirmou que conhecia bem estes truques todos e até enumerou mais alguns...
Disse que já a tinha procurado, já tinha tentado a aproximação, o diálogo... e nada!
De ressalvar que sempre tiveram um bom relacionamento, mas de há uns tempos para cá trocam poucas palavras
Sente-se rejeitado, a mais naquela casa e por isso entendo aquilo que o Paulo diz sobre o facto de numa saída encontrar atenção por parte de outrém.

(Sim, eu sei que sou muito nova, mas fiquei triste com esta situação.)


De Paulo Coelho a 8 de Junho de 2009 às 18:23
Boa tarde
Foi-me recomendado este blog
Surpreendeu-me saber que lhe pertencia, já que é seguramente uma pessoa que admiro
Quanto ao texto em si devo dizer que contrario todas essas evidencias
Sexo sem amor não existe
Ajudas caseiras em troca de sexo não me parece muito razoável
As pessoas partilham carícias, actos de carinho porque é seguramente uma vontade comum
Poderia muito bem ser o homem a castigar a mulher, já que a mulher em nada lhe fica atrás no desejo sexual
Sexualmente dizem que a mulher não precisa do homem para nada, mas o homem também tem um grande poder de desenrasque
Portanto, sempre que vos aprouver e desde que a vontade seja comum, façam sexo, partilhem da fusão dos corpos porque faz bem ao corpo e à alma
Cordialmente
Se me permite, um beijinho
Paulo Coelho



De bonecasdafilo a 22 de Junho de 2009 às 14:44
Gosto muito da Luísa, e de ler o seu blog. Se puder visite também o meu em www.bonecadepanodafilo.blogspot.com
Beijinhos e muitas felicidades


De sara lopes a 12 de Outubro de 2009 às 01:27
Fui traida pelo homem que amo por descorar da parte sexual.
Usem a imaginação, vão ao especialista, pensem sériamente no assunto, mas amigas ... não desvalorizem o que é tão importante.


Comentar post


Vox pop - E viva Campo de Ourique e as histórias felizes!

Fui lá armada em esperta. A intenção era saberm se aquelas mulheres que ali trabalhavam no Mercado de Campo de Ourique tinham sequer sabido da comemoração do Dia Internacional da Mulher.

E não é que todas, apenas uma excepção, tinham recebido presentes, eram casadas há mais anos do que imaginamos que ainda existam casamentos em Lisboa ?!

Toma lá Luísa para aprenderes!

posts recentes

Pois é, vem ai o Natal!

raquel disse sobre A dor ...

Ana Paula disse sobre Des...

Importa-se de repetir????...

Paula disse sobre Virgem ...

Sara disse sobre Virgem a...

Maria disse sobre Diário ...

Alexandra disse sobre DES...

sara disse sobre Negas a...

? disse sobre Diário de u...

Obrigada Maria

Negas ao sexo? Cuidado av...

Sobreviver a 2009

coisas q eu quero mudar e...

Sofia Diniz disse sobre A...

tags

todas as tags

arquivos

Dezembro 2011

Fevereiro 2010

Novembro 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

pesquisar

 
blogs SAPO

subscrever feeds