Sexta-feira, 3 de Agosto de 2007

SÓ PARA SI!

Bem vindos!

Eu sei que nesta altura do ano, a maior parte dos cibernautas estão de barriga para o ar, a tostar ao sol numa praia qualquer.

Mas de qualquer forma, o prometido é para cumprir e por isso aqui estou eu a apresentar-vos este novo projecto.

Vou começar pelo princípio.

Comprometi-me publicamente, porque os Media são como uma caixa de ressonância, a voltar ao mundo virtual, voltar a dar vida ao meu Blog e avançar para mais um desafio.

E aqui está ele.

O desafio contudo, não é só meu, é para todos os que navegam por aí.

A minha proposta é simples: Coloquem-me questões e eu respondo!

Quais são as minhas creditações para poder dar conselhos de vida seja a quem for?

Absolutamente nenhumas!

Por isso mesmo, o nome deste Blog é “ESPECIALISTA EM COISA NENHUMA”.

Porque desde já vos digo que a única formação que tenho para o efeito, é a que a vida me deu.

E muito, muitos anos a ouvir e a falar com pessoas de todas as idades.

Há pessoas que como eu, atraem as confidências e desabafos dos outros.

E esta circunstância permitiu-me um manancial de experiências, de perceber como pensamos e agimos, e como raramente, muito raramente, a proximidade que temos aos nossos problemas nos permite vê-los com clareza.

Por outro lado, tenho a minha própria vivência.

Ao longo de muitos anos de entrevistas na imprensa, e nos últimos anos em televisão e rádio, ouvi muita gente dizer: Não me arrependo de nada do que fiz na minha vida!

Ora aqui está algo de verdadeiramente fantástico!

Eu não passa um dia que não me arrependa de algo que fiz ou deixei de fazer.

E a história da minha vida, contrariamente aquilo que a maior parte das pessoas prefere acreditar, foi feita de erros, percalços e muitas quedas.

Até hoje tenho conseguido levantar-me de todas as vezes.

Um dia ficarei pelo chão…

Mas até lá, venha ter comigo a este cantinho, pomposamente chamado de Consultório (desculpem a arrogância!).

Fico à sua espera, se por acaso não estiver de férias, ou se estiver de férias e estiver a dar em doido e tiver um computador por perto.

Até já!

 

publicado por Luísa Castel-Branco às 09:34
link do post | comentar | favorito
61 comentários:
De Mariana a 5 de Agosto de 2007 às 22:48
Ora aqui está um blog a adicionar aos favoritos!
E porque estamos em tempo de férias, sugiro que nos fale das férias que gostaria de/pensa fazer este ano. Em jeito de incentivo para aqueles que ainda não têm planos!
O template do blog agradou-me imenso, não podia deixar de o mencionar.
Então, até já!


De Luísa Castel-Branco a 16 de Novembro de 2007 às 13:42
Mariana,
Por acaso as férias já lá vão há muito e este Outono é tudo menos o que devia ser.
Mas se eu lhe tivesse respondido oportunamente, teria que lhe dizer que não ia ter férias.
Como aliás não tive, nem um simples dia de descanso.
Há fases assim, em que a vida exige tudo de nós. Mas para o ano será melhor.
Em contrapartida, espero que as suas ferias tenham sido boas!
Um abraço,
Luísa


De Just Moments a 6 de Agosto de 2007 às 02:01
Boa Noite! Eu também escrevo e concordo plenamene quendo diz que quem nunca se arrenpedeu de nada é mentira!! Arrenpendo-me de algumas coisas que fiz..mas especialmente daquelas que deixei de fazer!! mas nunca é tarde..Já agora uma pergunta neste consultório da vida! Porque será que geralmente cresce "a fama" às pessoas só por estarem em Revistas? E pior, penso eu..são a Quantidade de "amigos" que apareçem não sei de onde..Até ´Breve e gostei da simplicidade...


De Luísa Castel-Branco a 16 de Novembro de 2007 às 13:51
Pois, é um circulo vicioso.
As revistas precisam de pessoas para fotografar para poderem fazer noticias ou apenas "o boneco" que é como nós costumamos referir-nos às fotos.
Por outro lado, todos os dias existem um sem numero de eventos em Lisboa (só para falar da Capital) e quase sempre são as mesmas pessoas que têm disponibilidade e paciência para lá irem.
Resultado? Existe um grupo fixo que de tanto aparecer nas fotos vira "famoso", o que quer que isto queira dizer.
Mas cuidado com esta palavra.
Para começar, é uma palavra/conceito recente.
Dantes, queria-se ser famoso em alguma área de actividade.
Agora, ser famoso é per si uma profissão.
Mas é algo com a validade de um iogurte e a mesma importância!
Quanto aos inúmeros "amigos" que surgem do nada e rodeiam as ditas pessoas famosas, inserem-se no mesmo principio, na mesma ideia base que parece suportar a sociedade hoje em dia: mais vale parecer do que ser!
Mas como dizia o artista :Todos têm direito aos seus 15 minutos de fama!
Termino chamando-lhe a atenção para o facto de que quem trabalha em alguma área que lhe trás notoriedade (televisão, teatro, cinema, escritores, artistas, etc. ) raramente é visto nestas andanças.
Dá que pensar, não dá?


De Patinha a 7 de Agosto de 2007 às 10:54
bem-vinda :)
já "vai" para os meus favoritos :)


De Luísa Castel-Branco a 16 de Novembro de 2007 às 14:49
E eu agradeço!


De cairdanoite a 7 de Agosto de 2007 às 11:46
OLA BOM DIA!FELICITO-LHE PELO SEU BLOG MUITOS PARABENS!!!ESTOU EM CASA NAO VOU DE FERIAS MAS ESTOU A DAR EM DOIDA PORKE PRECISO DE UM MOMENTO A SOS COM O MEU MARIDO E E IMPOSSIVEL.JA KE COMO MULHER VIVIDA KE E .DE ME UMAS DIKAS PARA TER UM MOMENTO INESKECIVEL COM O MEU MARIDO.


De Luísa Castel-Branco a 16 de Novembro de 2007 às 13:57
Caríssima , com todo este atraso não sei se chegou a ter ou não o tal momento a dois com o seu marido.
Posso imaginar que tenha filhos, que a sua/vossa vida seja um corrupio e falte tempo para momentos mágicos .
E sabe, tocou num dos maiores problemas que os casais enfrentam.
A falta de privacidade, a rotina desgastante, conduzem a um afastamento que é superior à soma do amor.
Há que improvisar. Tem Mãe, Sogra ou alguma amiga a quem possa pedir o favor de criar condições para fugirem os dois?
Se sim, então vá em frente. Não é preciso o Verão para uma escapadinha e se o dinheiro não abunda, pegue nos roteiros e escolha algo diferente.

E já agora, perceba que vai precisar de fazer isto tudo da sua cabecinha porque os homens não são propriamente uma ajuda nestas circunstancias.

Divirta-se e volte com noticias


De with some life a 7 de Agosto de 2007 às 11:54
Olá bom dia! Bem vinda nesse caso. Parabéns pela iniciativa. Acho que não há assim tantas figuras públicas com a mesma atitude.
Concordo plenamente com tudo o que escreveu e identifico-me bastante com algumas passagens. A minha questão é a seguinte: Devemos deixar as coisas acontecer ou deixar que elas aconteçam? Às vezes penso em alguém ou em algo e essa pessoa aparece ou esse algo acontece. Eeu acredito que nada é por acaso. Estarei certa? Mais uma vez felicito-a pelo blog: simples e único. Continuação...Bom trabalho


De Luísa Castel-Branco a 16 de Novembro de 2007 às 14:14
A vida tem-me demonstrado que não há mesmo coincidências!
Pode parecer uma parvoíce , mas acredito que tudo acontece por uma razão.
Há alguns anos li um livro com uma tese muito interessante. Dizia que todas as pessoas na sua vida tinham hipóteses de mudar a sua existência. Havia um dado momento em que se deparava a tal chave da mudança, mas segundo a autora, aconteciam três situações distintas: Ou a pessoa estava tão ocupada com os seus próprios problemas que não via essa oportunidade, ou vi-a a tinha medo de abraçar o desconhecido ou, finamente, aceitava a mudança e ia em frente.
A verdade, é que todos procuramos as mesmas respostas.
E embora quem mais se afoita à vida mais leva na cabeça, eu por mim sempre desbravei caminho sem olhar a consequências .
O resultado é que bati vezes sem conta com a cabeça nas paredes, mas por outro lado, posso dizer o mesmo que titulo da autobiografia do escritor Pablo Neruda : Confesso que vivi!

P.S.
Por favor não me chame figura publica. Quando muito sou uma figura mediática por consequência do meu trabalho, Mas também isso tem a validade de um iogurte!


De with some life a 7 de Agosto de 2007 às 11:57
Peço perdão. Aqui está a emenda do meu lapso! A minha verdadeira questão é se devemos deixar as coisas acontecer ou devemos dar um empurrãozinho e fazer com que elas aconteçam? Mais uma vez desculpas pelo lapso. Permita.me também elogiar o seu belo trabalho em televisão. Confesso que conheço pouco, mas do que vi gostei! Obrigada pela atenção. Até breve


De Luísa Castel-Branco a 16 de Novembro de 2007 às 14:16
Como lhe respondi no texto anterior, não acredito que esperar sentado dê algum resultado.
Pode ser mais calmo e até mais sensato, mas é mais chato e principalmente, temos que ser nós a decidir a nossa vida, na medida do possível .


De MP&SM a 7 de Agosto de 2007 às 18:52
Passámos aqui pelo teu cantinho, para desejar as maiores felicidades e que continues a postar por longos anos... passaremos mais vezes!!


De Luísa Castel-Branco a 16 de Novembro de 2007 às 14:50
Obrigada e aqui estarei


De umquarentao a 7 de Agosto de 2007 às 22:25
ÚTEROS ARTIFICIAIS E PROSTITUIÇÃO

Existem muitos machos rejeitados pelas fêmeas que se estão a borrifar para serem uns ‘eleitos’ (leia-se, aqueles escolhidos pelas fêmeas), ou para serem uns palhaços (leia-se, aqueles que adoram ‘caçar’ fêmeas economicamente fragilizadas (mais dóceis)… oriundas de sociedades mais pobres)! Estes machos apenas reivindicam o seguinte: as Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas têm de assumir a sua História!!!
De facto:
- Nas sociedades tradicionalmente poligâmicas apenas os machos mais fortes é que têm filhos.
{nota: nascem, aproximadamente, 50% de bebés do sexo feminino e 50% de bebés do sexo masculino }
- Nas sociedades tradicionalmente monogâmicas apenas uma percentagem reduzida de machos é que não tinham filhos; no entanto, como seria de esperar, com o fim do tabú-sexo, a percentagem de machos sem filhos aumentou imenso nestas sociedades.
Ora, sem hipocrisias, as sociedades tradicionalmente monogâmicas devem ASSUMIR a sua história!!! Consequentemente, nas sociedades tradicionalmente monogâmicas:
- ÚTEROS ARTIFICIAIS: deve ser considerado uma Investigação Cientifica Prioritária!
- PROSTITUIÇÃO: deve ser considerada uma actividade a custos controlados, para que os machos rejeitados pelas fêmeas possam ter acesso a uma prostituição mais acessível (comparticipada pelo Estado) financiada pelos lucros da prostituição média/alta.


De Luísa Castel-Branco a 16 de Novembro de 2007 às 14:20
Meu amigo,
Pelos vistos, a coisa não anda fácil para si!
Olhe, por mim o governo pode legislar sobe úteros artificias ou prostituição a preços controlados que tudo se resume ao mesmo: SOLIDÃO.
Dê uma chance a si mesmo e arrisque-se num mundo real.
Vai ver que vale a pena.


De isabel a 8 de Agosto de 2007 às 02:52
Dou-lhe os meu parabéns por este espaço tão carinhoso que dedica a quem consigo o quer partilhar.
Não me vou alongar pois, já o fiz, no seu outro espaço.
Mas, deixo-lhe aqui um...

... até já.

Bjnh


De Luísa Castel-Branco a 16 de Novembro de 2007 às 14:21
Volte sempre. É bom cavaquear!


De Luísa Castel-Branco a 16 de Novembro de 2007 às 14:52
Volte sempre.


De mteresacarvalho a 8 de Agosto de 2007 às 23:53
Obrigada Luisa por estar aqui.
Abrir o seu blog e deparar com essa cara bonita e tão tranquila torna-a logo especialista de tanta coisa!!
A mim transmite-me paz e deliciam-me os seus textos, cheios de ternura de esperança e de poesia
Gostava de um conselho sobre o e-mail que lhe enviei.
E se possivel um comentário ao meu blog, porque não sei escrever e avaliado por uma especialista, mesmo severamente seria uma honra
Um beijo


De Luísa Castel-Branco a 16 de Novembro de 2007 às 14:55
Como pode verificar, perdi-me no tempo. Pode fazer o favor de me enviar novamente o seu comentário bem como o endereço do seu blog? Muito obrigada.


Comentar post


Vox pop - E viva Campo de Ourique e as histórias felizes!

Fui lá armada em esperta. A intenção era saberm se aquelas mulheres que ali trabalhavam no Mercado de Campo de Ourique tinham sequer sabido da comemoração do Dia Internacional da Mulher.

E não é que todas, apenas uma excepção, tinham recebido presentes, eram casadas há mais anos do que imaginamos que ainda existam casamentos em Lisboa ?!

Toma lá Luísa para aprenderes!

posts recentes

Pois é, vem ai o Natal!

raquel disse sobre A dor ...

Ana Paula disse sobre Des...

Importa-se de repetir????...

Paula disse sobre Virgem ...

Sara disse sobre Virgem a...

Maria disse sobre Diário ...

Alexandra disse sobre DES...

sara disse sobre Negas a...

? disse sobre Diário de u...

Obrigada Maria

Negas ao sexo? Cuidado av...

Sobreviver a 2009

coisas q eu quero mudar e...

Sofia Diniz disse sobre A...

tags

todas as tags

arquivos

Dezembro 2011

Fevereiro 2010

Novembro 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

pesquisar

 
blogs SAPO

subscrever feeds