Domingo, 18 de Novembro de 2007

Alerta

OLA
GOSTARIA DE PODER FALAR CONSIGO MAS MANTENDO O MEU NOME ANONIMO
MORO NO LUXEMBOURGO SOU CASADA E TENHO 5 FILHOS
AQUI NEM SEMPRE A VIDA NOS SORRI E TEMOS PASSADOS MAUS BOCADOS COMO ESTES 2 QUE LHE VOU CONTAR
OMEU FILHO ANDA NA ESCOLA PRIMARIA E É VITIMA DE RACISMO
AQUI NO LUX AOS NOSSOS FILHOS TENTAM FAZER DE TUDO PARA ESTES NAO POSSAM SEGUIR ESTUDOS E ASSIM ASMENINAS CONTINUAREM A LIMPAREM A CASAS DAS SENHORAS E OS MENINOS PARA AS OBRAS
E HORRIVEL E PRECISO LUTARMOS MUITO PARA QUE ESTES POSSAM TER UMA EDUCACAO
PODEREI LHE CONTAR CASOS QUE  NEM VAI ACREDITAR QUE ELES EXISTAM
NOS VIVEMOS NUMA CASA SOCIAL QUEPERTENCE A UMA COMUNA OU SEJA CAMARA QUE AQUI SAO AUTONOMAS E COM RISCOS DE SALUBRIDADE
APELEI AOS RESPONSAVEIS APOS DE UMA LUTA QUE AINDA CONTINUA E UMA DAS RESPOSTAS FOI: VA PARA A SUA TERRA
OLHE EU NAO FALO COM NINGUEM NEM CORAGEM TENHO NEM DISPOSICAO E SE ME PUDER OUVIR AGRADECIA MAS POR ENQUANTO GOSTARIA DE PERMANECER NO ANONIMATO
DESCULPE ICOMODAR
OBRIGADA POR LER O MEU MAIL
UMA AMIGA
 
Minha amiga,
Quem lhe agradece o envio do email sou eu.
Não temos a noção dessa realidade, aqui em Portugal. Bem pelo contrário.
Continuamos a acreditar que tudo o que é estrangeiro, o que fica para além das nossas fronteiras é que é bom e um exemplo de cidadania.
Ora pelas suas palavras vejo bem que afinal de contas o Luxemburgo está muito longe da imagem que passa.
Com certeza que vou fazer uma pergunta estúpida, mas já tentou falar com alguém do Consulado?
Como é a resposta dos representantes do Estado Português por ai?
Era interessante para nós sabermos mais pormenores.
E quando falo no plural, estou a fazê-lo em meu nome e em nome de todos os que navegam na Net, esta ferramenta tão importante para que a verdade transponha fronteiras.
Por favor, volte a escrever e não se preocupe, que compreendemos muito bem que queira guardar o anonimato.
Mas talvez nos possa dar mais informações e casos concretos.
Quem sabe se juntos não chegaremos a algum lado!
Um abraço,
 
 
 
publicado por Luísa Castel-Branco às 11:38
link do post | comentar | favorito

Vox pop - E viva Campo de Ourique e as histórias felizes!

Fui lá armada em esperta. A intenção era saberm se aquelas mulheres que ali trabalhavam no Mercado de Campo de Ourique tinham sequer sabido da comemoração do Dia Internacional da Mulher.

E não é que todas, apenas uma excepção, tinham recebido presentes, eram casadas há mais anos do que imaginamos que ainda existam casamentos em Lisboa ?!

Toma lá Luísa para aprenderes!

posts recentes

Pois é, vem ai o Natal!

raquel disse sobre A dor ...

Ana Paula disse sobre Des...

Importa-se de repetir????...

Paula disse sobre Virgem ...

Sara disse sobre Virgem a...

Maria disse sobre Diário ...

Alexandra disse sobre DES...

sara disse sobre Negas a...

? disse sobre Diário de u...

Obrigada Maria

Negas ao sexo? Cuidado av...

Sobreviver a 2009

coisas q eu quero mudar e...

Sofia Diniz disse sobre A...

tags

todas as tags

arquivos

Dezembro 2011

Fevereiro 2010

Novembro 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

pesquisar

 
blogs SAPO

subscrever feeds