Segunda-feira, 1 de Setembro de 2008

DESAFIO Nº 20 – SOBREVIVER Às FÉRIAS

 

 
 
Até que você que está a ler este texto pode pertencer aquele numero reduzissem de seres humanos, principalmente se falarmos das mulheres, que viveu umas férias fantásticas, paradisíacas.
Parabéns para si e não precisa de continuar a ler este Desafio!
Se por acaso, você é apenas uma mulher normal, acabada de chegar das férias está pura e simplesmente estoirada, desejosa de poder, e não pode, fugir para parte incerta, e ainda por cima chegou o momento de retomar o trabalho, o que como se sabe, em poucos casos é aquele que gostaríamos de ter e nos faria feliz.
 
Os estudos comprovam que as duas épocas do ano em que há mais divórcios são após Natal e após Férias.
É perfeitamente compreensível.
Partimos de malas aviadas, o que significa a maior parte das vezes transportar metade da casa, os catraios aos berros o tempo todo até chegarmos ao destino, e depois o tempo todo até à volta para casa.
Se são suficientemente pequenos para corrermos atrás deles, vivemos todos os terrores dos perigos que podem acontecer.
Se são adolescentes, vivemos os mesmos terrores mas nada podemos fazer a não ser passar a noite acordadas a olhar para o relógio à espera que cheguem a casa!
 
Por uma qualquer razão, o termo FÉRIAS aplica-se numa família a todos os seus membros exceptuando à mãe, dona de casa, esposa, sogra, e todos os múltiplos papéis que temos que suportar na vida.
 
Se há condições financeiras para levar uma empregada doméstica, então a carga está aliviada, mas senão, o trabalho é ainda maior do que quando estamos na nossa própria casa.
 
Depois, há ainda a ponderar as relações humanas entre adultos.
Tal como no Natal, parece que toda a gente escolhe estes momentos que deveriam ser de descanso para deitar cá para fora tudo o que andaram a guardar entalado na garganta o ano inteiro!
 
O.K. Se calhar estou a ser dramática demais e injusta para com a felicidade alheia.
Mas aposto que se vocês me escreverem a contar as vossas férias, os relatos não seriam muito diferentes do que aqui digo.
 
Pois aqui fica o meu Desafio.
E já agora, tenham calma que só voltam a ter esta provação daqui a um ano!
 
 
 
publicado por Luísa Castel-Branco às 10:25
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito

Vox pop - E viva Campo de Ourique e as histórias felizes!

Fui lá armada em esperta. A intenção era saberm se aquelas mulheres que ali trabalhavam no Mercado de Campo de Ourique tinham sequer sabido da comemoração do Dia Internacional da Mulher.

E não é que todas, apenas uma excepção, tinham recebido presentes, eram casadas há mais anos do que imaginamos que ainda existam casamentos em Lisboa ?!

Toma lá Luísa para aprenderes!

posts recentes

DESAFIO Nº 20 – SOBREVIVE...

tags

todas as tags

arquivos

Dezembro 2011

Fevereiro 2010

Novembro 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

pesquisar

 
blogs SAPO

subscrever feeds