Quarta-feira, 3 de Fevereiro de 2010

Maria disse sobre Diário de um Inferno conjugal – a tortura psicológica como violência doméstica”

     

 

 

Oi Luisa,~eu não consegui enviar a minha questão no seu blog, não consigo abrir o outlook e me indentifiquei muito com que eu li em seu blog, passo por algumas coisas bem parecidas, mas me vejo muito confusa, sei que não tenho culpa, mas por muiutas vezes me sinto culpada, sofro de violencia psicologica e não é só pelo mjeu marido, amas tambem pelas irmas dele, só que agora pela primeira vez, após vinte anos de casamento, eu consegui tentar me libertar, mads estou com muito medo, receios..nem sei se estou certa, preciso muito conversar com alguem, então se vc puder me escrever, me enviar um e-mail, eu agradeço muito!
Obrigada, beijos Maria

 

 

    

Maria,

Peço desculpa pelo atraso na resposta. A vida corre tão depressa que cada vez é mais dificil responder às solicitações.

Nem por um momento duvide de si, do direito  que tem a ser respeitada. A forma mais eficiente e mais comum dos abusadores, é a de convencer a vitima de que é um poço de defeitos!

Vá em frente e não desista! Escreva sempre que quiser.

Um grande abraço,

Luísa

publicado por Luísa Castel-Branco às 18:10
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 16 de Novembro de 2009

? disse sobre Diário de um Inferno conjugal – a tortura psicológica como violência doméstica”

 

 na Terça-feira, 10 de Novembro de 2009 às 21:43:

     
 
So casada a 16 anos...meu marido se mostra apaixonado por mim,mas Ñ me permite ter amigas,nem me permite visitar a familia...p faze-lo sempre tem briga...moro longe de todos...só descobri isso ao mudar d estado...passei mais de 5 anos sem v amigos e parente...quando tomei coragem p viajar eu pedi,como um filho pede ao pai,ele derrubou porta,qbrou as coisas,pensei q iria me bater,tive medo pela primeira vez...todos tem medo dele...eu tbm...ele nunca me encostou o dedo...mas são tantos anos reprimida,q acabei deprimida,tentei suicidio...lendo sua matéria vi q ele sempre me colocou p baixo...sempre me fez sentir ninguem...até o dia em q disse claramente q sou louca e ñ confia as criancas a meus cuidados...gente eu nunca deixei nem minha mãe cuidar d meus filhos,sempre fui dedicada ao extremo...só q eles são adolecentes e sentem o q o pai faz...eles tbm temem o pai...Ele faz todo esse escando depois se faz de vitima e eu acabo me sentindo um lixo por deixar fazer isso comigo...pq sou tão fraca?
menos
Querida leitora,
Retirei a sua identificação por razões óbvias.
Não encontro fraqueza nenhuma em si, como afirma no seu relato. Muito pelo contrário, acredito que muitas outras mulheres já teriam desistido, pura e simplesmente.
A violência psicológica é terrível. Contrariamente à física não deixa marcas exteriores mas correi o corpo e abafa a alma.
Não sei de onde me escrevo, presumo que do Brasil. Gostava de saber exactamente de onde, para tentar encontrar alguma organização que a possa ajudar.
Não desista. Eu sei que é fácil de dizer, e mesmo que eu tente não posso imaginar aquilo que tem suportado ao longo dos anos.
Infelizmente, também aqui em Portugal existem muitas mulheres na sua situação e o pior é que preferimos ignorar a situação.
Temos muitas leis de apoio às mulheres, mas esquecemos que o país não é Lisboa e que na maior parte dos locais os homens continuam a ter o apoio quer da família, que acha normal, quer das próprias autoridades.
Mas você tem filhos. E eles são o seu futuro.
Por favor envie-me, mesmo que não seja para publicar o seu local exacto.
Farei os impossíveis para a ajudar.
Um abraço,
 
 
publicado por Luísa Castel-Branco às 11:37
link do post | comentar | favorito

Vox pop - E viva Campo de Ourique e as histórias felizes!

Fui lá armada em esperta. A intenção era saberm se aquelas mulheres que ali trabalhavam no Mercado de Campo de Ourique tinham sequer sabido da comemoração do Dia Internacional da Mulher.

E não é que todas, apenas uma excepção, tinham recebido presentes, eram casadas há mais anos do que imaginamos que ainda existam casamentos em Lisboa ?!

Toma lá Luísa para aprenderes!

posts recentes

Maria disse sobre Diário ...

? disse sobre Diário de u...

tags

todas as tags

arquivos

Dezembro 2011

Fevereiro 2010

Novembro 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

pesquisar

 
blogs SAPO

subscrever feeds