Terça-feira, 2 de Outubro de 2007

Desafio nº2 - E agora?


Ok. Vou acreditar que você fez a tal lista dos sonhos adiados, que lhe apresentei no meu primeiro desafio.


Aconselho-a a sentar-se num local onde tenha privacidade (coisa que para qualquer mulher é realmente difícil!) e seguir os passos que lhe sugiro. Comece por reler a sua lista.

Se por acaso entre os seus sonhos constam alguns como ser Top Model, Hospedeira (quando eu era nova, todas nós sonhávamos com esta carreira!), ou qualquer outra ideia desde género, temos mesmo que ser realistas: Não vale a pena!

Claro que depende de quem me está a ler. Se você for jovem e tiver ainda a vida toda pela frente, então vá à luta.


Mas seja verdadeira consigo mesma: Seja cruel, se preferir esta definição. O espelho é algo muito que nos transmite aquilo que queremos ver.
Para muitas, a imagem que nos apresenta é bem pior do que somos na realidade, mas outras vezes, o nosso olhar deturpa a verdade dos factos.
Voltemos pois ao início.


Se não se enquadra neste grupo, se o seu sonho é um desafio que até podia tornar-se realidade, o que fazer a seguir?

Vou dar-vos o meu exemplo, porque creio que é sempre mais prático visualizarmos algo concreto.

Entre os muitos sonhos por realizar, posso nomear dois para começarmos:
- Queria tirar um curso de fotografia.
Sou uma apaixonada pela arte de fixar momentos, não tenho jeito nenhum, e para piorar as coisas, as máquinas digitais tiraram a magia ao universo da imagem.

 

Porque não tiro eu um curso de fotografia:
1. Não tenho tempo;
2. Não tenho dinheiro;
3. Não vou poder comprar o material;
4. É um luxo desnecessário.

 

Olhem para a minha lista e creio que encontraram algo em comum com todas as não razões que vocês escreveram e que vos impede de concretizar os tais desejos escondidos.

Porque nós mulheres vivemos desde muito cedo com o peso da responsabilidade. Responsabilidade sobre a nossa vida, a dos nossos filhos e conjugue. E mais tarde, mais ou menos por volta da minha idade, vem o resto. Os pais que precisam de nós, os netos.

Fomos educadas a culpabilizarmo-nos sempre que pensamos em nós. Claro que sei que existem muitas mulheres com outro tipo de vida, mas essas, não entram nesta conversa.
A maioria o que tem a mais em dinheiro, tem a menos em felicidade, mas essa é outra conversa que fica para outro dia.

Efectivamente, eu sei, se quiser ser verdadeira comigo mesma, que posso refutar cada uma das razões que me impedem de levar por diante o meu sonho:


1. Não tenho tempo - Existem cada vez mais locais onde tirar este (e muitos outros) curso em horário pós-laboral, e a casa não ia a baixo se eu me ausentasse!


2. Não tenho dinheiro – Certo. Farto-me de trabalhar porque não vivo dos rendimentos (não os tenho) e mesmo contrariando a ideia generalizada de que quem trabalha em televisão ganha muito dinheiro (tenho muita pena de vos desiludir) a verdade é que tenho mesmo que contar os tostões, agora euros.
Mas eu nem sei quanto custa o curso. Nunca tentei saber e provavelmente até não será assim tão caro. Simplesmente eu desisti antes de começar.


3. Não vou poder comprar o material – Vende-se em segunda mão e claro que não é necessário começar com algo excepcional!


4. É um luxo desnecessário – Pois. Tudo o que me diz respeito é um luxo! O que se passa comigo? Ao fim de tantos anos a lutar, a educar três filhos sozinha, a acumular empregos ainda não me respeito o suficiente?!


Aqui estou eu, de coração aberto, a falar-vos de um dos meus pequenos sonhos. Mas posso jurar que o tenho há tanto tempo que quando olho para as coisas, é como se estivesse a tirar fotografias na minha cabeça!

Uf! Não é fácil fazer este exercício.
Mas se você conseguir pegar num, apenas num para começar, dos seus desejos adiados e fizer este exercício, vai valer que vale a pena!
Por mim, assumo aqui o compromisso com as minhas leitoras que vou mesmo dar os passos necessários para concretizar este sonho.


E você?

Por favor, partilhe connosco o desafio que vai iniciar, ou porque não o vai fazer.

Há algo que temos que aprender com os homens: a união faz a força e se conseguirmos juntar emoções, esperanças e desilusões, talvez venhamos a adquirir força para avançar.

Para a semana cá vos espero. Não prometo ter novidades sobre este meu projecto porque estou num momento de muito trabalho (pronto, lá estou eu a arranjar desculpas!)...

Bem, até para a semana com o Desafio nº3.

tags:
publicado por Luísa Castel-Branco às 11:11
link | favorito
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 




posts recentes

Pois é, vem ai o Natal!

raquel disse sobre A dor ...

Ana Paula disse sobre Des...

Importa-se de repetir????...

Paula disse sobre Virgem ...

Sara disse sobre Virgem a...

Maria disse sobre Diário ...

Alexandra disse sobre DES...

sara disse sobre Negas a...

? disse sobre Diário de u...

Obrigada Maria

Negas ao sexo? Cuidado av...

Sobreviver a 2009

coisas q eu quero mudar e...

Sofia Diniz disse sobre A...

tags

todas as tags

arquivos

Dezembro 2011

Fevereiro 2010

Novembro 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

pesquisar

 
blogs SAPO

subscrever feeds