Sábado, 12 de Abril de 2008

54 anos hoje!

É verdade, hoje faço 54 anos. Algumas primaveras, alguns invernos, mas estou aqui e estou feliz por estar viva.

É tão simples como isso.

Desde há quatro anos para cá, quando tive um AVC , quando deixei de ler e escrever, quando senti a vida a fugir de mim, passei a agradecer a Deus, aos Deuses todos, cada ano que passa.

Sempre gostei de fazer anos, e nunca sofri daquele síndrome da idade. Descobri mais tarde que a única razão pela qual não me preocupei por fazer trinta e quarentas era porque não tinha sequer tempo para pensar nisso.

Porque, é esse o custo da notoriedade, o que é o mesmo que dizer a memória de muitos que tem a validade de um iogurte, e não interessa nada (pobres dos que imaginam outra coisa!) as pessoas olham para mim, e a imagem que transmito é de uma mulher forte, sem duvidas, alguém a quem a vida sempre correu de feição.

Chegada aqui, tenho que reconhecer que sou forte, mas se há algo que não foi nunca fácil foi a vida. E mesmo sabendo que há tantos e tantas muito pior do que eu, sei o que foi a minha luta.

Por esta altura, muitos dos que me lêem pensam que estou a "chorar de barriga cheia".

Não gosto nem nunca gostei do papel de coitadinha, da vitimização sistemática.

E ao longo destes oito anos em que através da televisão me tornei alguém que algumas pessoas reconhecem, nunca, em momento algum deixei de dizer o mesmo.

Simplesmente as pessoas não acreditam . Preferem continuar a olhar para mim e a acreditar naquilo que para elas eu sou.

Mas sei o que é não ter dinheiro para dar de comer aos meus filhos.

Sei o que foi viver e educar três filhos só e chegando a ter quatro empregos diferentes para fazer face às despesas.

E apenas posso dizer que tive sorte, e que a sorte me deu muito trabalho a fazer!

Olhando para trás, e neste dia que rejubilo por estar à espera dos meus filhos e da minha neta para almoçar, para me rir e chorar de alegria, sei que tenho por obrigação agradecer à via.

Ter-me dado forças para lutar. Ter-me dado mais uma chance para ver os meus filhos crescerem e a minha neta , e os  outros que um dia virão.

Mas se hoje deixo aqui este desabafo, na partilha que faço convosco, é apenas para, e uma vez mais, dizer alto que a vida é uma luta. Batalhas que ganhamos e muitas perdemos.

Mas que vale a pena, lá isso vale.

Um bom fim de semana para todos, e o meu mais profundo obrigada pela vossa participação neste blog, na minha vida, nos meus sonhos e aspirações.

Luísa

Coloquei este Post nos meus dois blogs. Para partilhar com toda a gente!

publicado por Luísa Castel-Branco às 11:02
link do post | comentar | favorito
10 comentários:
De rita serrano a 15 de Abril de 2008 às 16:27
um GRANDE GRANDE beijinho de parabéns, Luisa.
Obrigada por nos continuar a inspirar diariamente com a sua alegria, coragem e garra!


De Anónimo a 15 de Abril de 2008 às 17:47
olá,

os meus parabéns (atrasados) luísa!!

q seja p mts anos e q p mts anos nos encontremos aqui!

tudo de bom a alguém q é uma verdadeira fonte de inspiração!!

bem haja,

felizes aniversários!!!

c.a.


De lobices a 16 de Abril de 2008 às 15:54
...atrasados mas, a tempo :)
...parabéns
...um abraço


De rui correia a 16 de Abril de 2008 às 17:05
Antes de mais deixe saudá-la pelo que é e por tanto que nos dá. Depois saúdo-a também pelo aniversário.

Lembro-me que ao ouvir uma das entrevistas que deu após o AVC me fartei de chorar, não que estivesse triste mas porque vi a grande pessoa que era e que nós (público) tantas vezes nos esquecemos de dizer às figuras públicas de quem gostamos, isso mesmo que gostamos delas. Não lhe escrevi na altura... sei lá porque possivelmente não era o tempo certo de lhe dizer isto.

Continue com esse sorriso lindo.
E sobretudo continue a agradecer, a quem achar que deve, tudo aquilo que recebe.

um beijo,
Rui Correia




De Anónimo a 16 de Abril de 2008 às 17:21
Só acho estranho que, pedois de um AVC e de ter sentido a vida a fugir, ainda fume e goste de fumar...


De laura a 16 de Abril de 2008 às 19:19
adorei este post ,só uma mulher extraordinária reconhece e e segue em frente com tanta convicção e certeza. seria um teme muito importante para as novas famílias lerem e perceberem que o que realmente importa na vida é a família sem ela, vão ser uns(umas) trabalhadores incansaveis,ganhar muito dinheiro,mas não tem paz interior porque falta qualquer coisa. todos gostamos de receber seja o que for mas tambem temos de saber dar e com vontade com convicção. Aqui é que esta a grande dificuldade é conseguir dar sem pedir nada em troca sem nenhum interesse secundário, e quando se apercebem disso já é tarde.
Muitos parabéns pelo seu blog é uma grande ajuda para a sociedade portuguesa , precisamos é mulheres e mães destas, muito obrigado. Laura


De Eva Veigas a 17 de Abril de 2008 às 14:00
Muitos Parabéns (atrasados, claro!)
Gostei de ler este seu artigo que transborda sinceridade.
Continue a lutar assim com essa força e com essa energia. Eu faço o mesmo em todos os dias da minha vida (tanbém já vi a morte de frente). Mas o Universo quis que eu ficasse mais um bocadinho, para conhecer pessoas lindas como a Luisa. Perante a morte aprendi de uma vez a amar a vida.
Hoje celebro a Vida e todos os que fazem parte dela abertamente e sem receios.
Deixo-lhe um abraço e um convite para visitar o meu blog. Será muito bem-vinda!

http://evaeleven.blogs.sapo.pt


De Marta a 17 de Abril de 2008 às 14:28
Muito boa tarde Luísa ( se me permite que a trate assim )!
Sempre que vejo uma entrevista sua, sinto-me imensamente sentida e tocada pelas suas palavras, pela experiência, conhecimentos e emoções que transmitem. A minha admiração por si como Mulher de luta e de garra já vem por isso de algum tempo.
Na 3f passada, sentada no meu sofá, decidi fazer um zapping nos imensos canais que agora o mercado nos oferece. E, como estou em Lille, e as idas a Portugal não são assim tão frequentes como gostaria, decidi "parar" na RTPinternacional ... e lá estava a Luísa com toda a sua graça e força, em pleno directo (Portugal no Coração) a falar do momento que mais abalou a sua vida. Senti-me especialmente sensibilizada, e na altura não percebi exactamente porquê...e a verdade, é que apesar de já ter ouvido o que contava, aquele momento era como se estivesse em casa, em Portugal...esqueci por momentos que estava em Lille, que tinha "abandonado" o meu trabalho, para vir viver um sonho de 3 anos...um doutoramento em Química, e trabalhar ao menos 3 anos na área em que me formei. Muito obrigada por me ter feito sentir esta sensação tão boa.

Um enorme beijinho e claro um Feliz Aniversário (ainda que atrasado)


De Filipe Rodrigues a 17 de Abril de 2008 às 18:19
Exma. Sra. Luisa Castel-Branco, venho por este meio desejar-lhe os Parabens, apesar de estar um bocadinho atrasado, mas mesmo assim sao os meus votos sinceros. Cumprimentos.

Atentamente;

Filipe Rodrigues
gil1986@sapo.pt


De Anónimo a 17 de Abril de 2008 às 21:08
Luisa, Parabéns
Sei que acabou recentemente de comemorar mais um aniversário, gosto imenso de a ver e da sua escrita tenho inclusivé o seu livro, quando é que nos dá a alegria de um programa seu, com vários debates que só a Luísa tão bemsabe fazer
Até breve
Um bjs
FF


Comentar post


Vox pop - E viva Campo de Ourique e as histórias felizes!

Fui lá armada em esperta. A intenção era saberm se aquelas mulheres que ali trabalhavam no Mercado de Campo de Ourique tinham sequer sabido da comemoração do Dia Internacional da Mulher.

E não é que todas, apenas uma excepção, tinham recebido presentes, eram casadas há mais anos do que imaginamos que ainda existam casamentos em Lisboa ?!

Toma lá Luísa para aprenderes!

posts recentes

Pois é, vem ai o Natal!

raquel disse sobre A dor ...

Ana Paula disse sobre Des...

Importa-se de repetir????...

Paula disse sobre Virgem ...

Sara disse sobre Virgem a...

Maria disse sobre Diário ...

Alexandra disse sobre DES...

sara disse sobre Negas a...

? disse sobre Diário de u...

Obrigada Maria

Negas ao sexo? Cuidado av...

Sobreviver a 2009

coisas q eu quero mudar e...

Sofia Diniz disse sobre A...

tags

todas as tags

arquivos

Dezembro 2011

Fevereiro 2010

Novembro 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

pesquisar

 
blogs SAPO

subscrever feeds