Sexta-feira, 3 de Agosto de 2007

SÓ PARA SI!

Bem vindos!

Eu sei que nesta altura do ano, a maior parte dos cibernautas estão de barriga para o ar, a tostar ao sol numa praia qualquer.

Mas de qualquer forma, o prometido é para cumprir e por isso aqui estou eu a apresentar-vos este novo projecto.

Vou começar pelo princípio.

Comprometi-me publicamente, porque os Media são como uma caixa de ressonância, a voltar ao mundo virtual, voltar a dar vida ao meu Blog e avançar para mais um desafio.

E aqui está ele.

O desafio contudo, não é só meu, é para todos os que navegam por aí.

A minha proposta é simples: Coloquem-me questões e eu respondo!

Quais são as minhas creditações para poder dar conselhos de vida seja a quem for?

Absolutamente nenhumas!

Por isso mesmo, o nome deste Blog é “ESPECIALISTA EM COISA NENHUMA”.

Porque desde já vos digo que a única formação que tenho para o efeito, é a que a vida me deu.

E muito, muitos anos a ouvir e a falar com pessoas de todas as idades.

Há pessoas que como eu, atraem as confidências e desabafos dos outros.

E esta circunstância permitiu-me um manancial de experiências, de perceber como pensamos e agimos, e como raramente, muito raramente, a proximidade que temos aos nossos problemas nos permite vê-los com clareza.

Por outro lado, tenho a minha própria vivência.

Ao longo de muitos anos de entrevistas na imprensa, e nos últimos anos em televisão e rádio, ouvi muita gente dizer: Não me arrependo de nada do que fiz na minha vida!

Ora aqui está algo de verdadeiramente fantástico!

Eu não passa um dia que não me arrependa de algo que fiz ou deixei de fazer.

E a história da minha vida, contrariamente aquilo que a maior parte das pessoas prefere acreditar, foi feita de erros, percalços e muitas quedas.

Até hoje tenho conseguido levantar-me de todas as vezes.

Um dia ficarei pelo chão…

Mas até lá, venha ter comigo a este cantinho, pomposamente chamado de Consultório (desculpem a arrogância!).

Fico à sua espera, se por acaso não estiver de férias, ou se estiver de férias e estiver a dar em doido e tiver um computador por perto.

Até já!

 

publicado por Luísa Castel-Branco às 09:34
link do post | comentar | favorito
61 comentários:
De nanda a 23 de Setembro de 2007 às 21:09
Cara Luísa, diga-me como resolver o problema de ter 44 anos, ter uma licenciatura, não arranjar trabalho falando fluentemente francês e italiano, adorar a leitura, que muito nos enriquece, mal grado tudo isto trabalho a dias... Foi o melhor, em dinheiro, que consegui arranjar. Sim, mandei muitos currículos, não, nunca tive uma cunha. Continuo a acreditar que melhores dias virão, espero que eu ainda possa usufruir deles.
Um beijinho, obrigada


De Luísa Castel-Branco a 18 de Novembro de 2007 às 13:36
Infelizmente não posso dizer que me surpreendo com o relato que faz.
É tão triste, tão profundamente injusta a sua situação.
Mesmo aqui neste pequeno espaço, já recebi vários post e comentários com históricas idênticas .
O mais assustador é pensar que pais é este, em que alguém com as suas qualificações está a fazer o trabalha que faz!
Não que haja alguma falta de dignidade, nesse ou noutro tipo de trabalho, mas então temos que nos questionar se vale a pena investir na educação dos nossos filhos.

Faço-lhe uma pergunta muito estúpida , porque provavelmente já pensou nisto antes. Mas já tentou junto da Comunidade Estrangeira a residir em Portugal encontrar um tipo de trabalho mais adequado aos seus conhecimentos?
Há inúmeras famílias que vêem viver para cá, e que necessitam de alguém com educação e conhecimento para acompanhar os seus filhos.
Esta é possivelmente uma ideia ridícula , mas aqui fica.
Um abraço para si e não desista. Mesmo sem cunhas, continue a lutar!


De Maria a 30 de Setembro de 2007 às 00:51
É uma boa inicativa! Dar o seu tempo ás pessoas que procuram alguém a quem possam expôr os seus problemas, dúvidas e receios, e saberem que alguém do outro lado do teclado está disponivel para ajudar, incentivar, motivar, esclarecer, encorajar! U m beijo.


De Luísa Castel-Branco a 18 de Novembro de 2007 às 13:36
Espero por si quando quiser.


De ana paula santos a 30 de Setembro de 2007 às 21:18
ola D.Luisa boa noite..por aqui andava a peskisar umas coisas sobre o livro segredo quando me deparo com este blog..com coisas interessantes e profundas que nos fazem pensar...axo k foi uma boa iniciativa criar este blog muitos parabens.."gostei" essencialmente do texto k fala no caso do homem de 75 aos k tem a "sentença de morte "lida..eu trabalho num hospital e sei o k é ouvir estas coisas....por acaso trabalho na unidade onde a luisa teve enternada em s.jose nao tive o prazer de a conhecer mas sei que é mto admirada la.....bem mas nao vim aki por ixo vim so dar lhe os parabens pelo blog ta excelente..muitos parabens....ana paula


De Anabela Filipe a 4 de Outubro de 2007 às 15:03
Olá Luísa. Espero que esteja tudo bem consigo. Chamo-me Anabela e tenho 29 anos. Passei por aqui porque estive a ler os desafios que propôs no canal mulher do sapo. Não foi preciso, para mim, pegar numa folha e escrever tudo aquilo que quis ou que idealizei para mim. Há muito tempo que me desvie do caminho traçado. Projectos, que se os tivesse de escrever dariam uma longa lista. Projectos adiados que por vezes me fazem pensar que não sou feliz... feliz não é a palavra exacta... talvez incompleta...

Os sonhos fazem parte da vida e desde miúda nunca tive sonhos que não fossem realizavéis. Acima de tudo quis ser mãe e, sou mãe de duas crianças lindas. Mas para ser mãe deixei alguns projectos em stand-by. Deixei de ter tempo para escrever, para pintar, para fotografar... Não acabei a licenciatura. Não consigo um emprego estável e como tal encontro-me nesse grande grupo de portugueses que é o grupo dos desempregados...

Sonhos ainda tenho... ainda que nunca venham a passar disso ainda os tenho e nunca vou deixar de ter. Espero um dia vir a concretizá-los. Quero voltar a pegar no livro que comecei a escrever e ainda hei-de ter o meu próprio negócio. Hei-de lutar e conseguir. Nunca fui de baixar os braços. Para conseguir o que quero salto vales e montanhas.

Nesse dia os meus sonhos serão realidade e espero que seja uma realidade que vá alcançar em breve... Depois, virão novos sonhos, novos obejctivos a atingir porque para mim... uma vida sem objectivos e metas definidas faz-me sentir perdida num vasto oceano como que a flutuar, sem saber para que lado nadar...

Beijinhos para si Luísa

Anabela


De Luísa Castel-Branco a 18 de Novembro de 2007 às 13:50
Minha querida,
Deixe-me falar consigo como se estivesse a falar com um dos meus filhos. Afinal, tem apenas um ano a mais do que o meu mais velho.
Li o seu texto com um sorriso na boca, e os olhos brilhantes: Ah! 29 Anos!
Olho com nostalgia os meus, também eu já com 3 filhos, também eu desesperada à procura de trabalho.
E tantas vezes deixei mesmo de ter sonhos, apenas me limitei a correr, e a correr para resolver o dia-a-dia.
Mas, minha querida, tem a vida toda à sua frente. E querer é poder. Acredite que é mesmo verdade!
Sabe o que eu fazia para conseguir escrever? Trabalhava pela madrugada a dentro, quando finalmente eles dormiam.
E isto manteve-se até saírem de casa, porque o silêncio era impossível.
E que saudades eu tenho hoje de todos os barulhos e risos e correrias!
Uma Mãe nunca se habitua ao ninho vazio.
E o seu ainda está a crescer, a desenvolver-se.
Por isso, e para já, está proibida de não escrever (quem sou eu para proibir alguém!).
Vá em frente. Roube horas ao sono e transforme-as na liberdade que só a palavra nos confere.
Tenho a certeza que vai concretizar os seus sonhos, porque antevejo nas suas palavras a lutadora que é.
Tudo de bom para si e...não se esqueça de ter uma boa vida!


De Apenas eu! a 9 de Outubro de 2007 às 19:13
Para a cairdanoite ';

Não sou a LCB mas dou-lhe várias dicas. Não escreva em maiúsculas; em maiúsculas é 'aos berros' em 'linguagem de blogosfera. Não troque o 'que' pelo Ke; é parolo. Tente aprender a teclar; é fácil. O sinal de pontuação, - vírgula, ponto, dois pontos, ponto e vírgula, etc - é dado imediatamente a seguir à palavra e o espaço vem a seguir. Os acentos também são úteis; não servem apenas para 'enfeitar'.
Depois de observar estas pequenas regras a sua presença aqui tornar-se-á mais agradável.


De Luísa Castel-Branco a 18 de Novembro de 2007 às 13:53
Tenho a certeza que os seus ensinamentos foram muito bem recebidos. Eu por mim, agradeço-lhe porque não pertencendo a uma geração que domina os computadores e a Net , tenho sempre muito para aprender.


De patricicia a 7 de Novembro de 2009 às 08:03
OLHA MINHA KERIDA APENAS EU ´NAO GOSTEI DO SEU COMENTARIO PARA A CAIRDANOITE FOI MUITO ESTUPIDA CADA UM ESCREV E DA MANEIRA KE KER E NAO E A SENHORA KE TEM O DIREITO DE VIR PARA AKI JULGAR SEJA O KE FOR.TODAS AS PESSOAS SAO BEM VINDAS AXO KE TANTO AKI COMO EM TODO O LADO.


De Cristina Francisco a 23 de Outubro de 2007 às 17:38
Ás vezes...dou por mim...

... paranóica. Obcecada. Obsessiva. (Mãaaeee, qual é a palavra certa para aqui?)
Dou por mim a fazer balanços atrás de balanços sobre o que disse, o que fiz e o que pensei.

A repreender-me, a angustiar-me porque não devia ter dito, não devia ter feito. A castrar-me todos os dias e a criar outra eu, uma que me agrade, uma de quem me orgulhe, uma de quem não me envergonhe. Para a próxima faço isto. Para a próxima digo aquilo. Só que os meus planos caem sempre por terra porque a eu que não gosto é mais esperta e arranja sempre forma de vir à tona, por mais que a reprima. Não consigo deixar de ser eu. É esgotante tentar. Sou sempre eu. E por isso é que faço balanços diários, para ver até que ponto fui eu nesse dia. Chego sempre à conclusão que fui mesmo eu, em todos os instantes, e não a outra que às vezes invento na minha cabeça. Eu que digo disparates. Eu que abro a boca e falo e arrependo-me no segundo seguinte. Eu que até pareço dócil, mas sou a complicada de serviço. A chata. A que não gosta de. A que não consegue. A que não quer.
E depois, quando devia, quando tinha mesmo de ser eu, não sou. Quando me pisam e eu em vez de gritar - como eu faria- e mandar tudo à merda ou .............., calo-me para ter a certeza de que ninguém deixa de gostar de mim, porque me parece(ia) impossível viver sabendo que existe alguém que não gosta de mim.

Cristina Francisco


De Luísa Castel-Branco a 18 de Novembro de 2007 às 14:02
Cristina,
Está acompanhada por muitos, muitíssimo seres humanos que sentem exactamente a mesma coisa.
Mas, a única coisa que realmente importa é APRENDER A GOSTAR DE SI!
Aceite aquela que é. Aceite-a com todos os defeitos, limitações e frustrações que essa que é você tem.
Porque enquanto não o fizer, garanto-lhe por experiência própria , vai viver a tentar ser outra sem conseguir sem ninguém!
Acorde de manhã, olhe-se no espelho e diga bem alto: "O.K. Esta sou eu e hoje é mais um dia".
Percorra os dias sem consciência culpada, faça asneiras, fale quando não devia e zangue-se consigo mesma porque não reagiu quando devia.
E na soma de todos os desaires, vai encontrar a sua força, essa força interior para mudar.

Haverá sempre quem não goste de nós. Mas o fundamental é as pessoas merecem que gostemos delas.

Não tenha pena de si. Nem idolatre a outra que não é.
Deixe a vida correr e mantenha os sentidos abertos.
Vai ver que um dia se surpreende a si mesma e que as duas, a verdadeira e a que sonha, se uniram na medida do que é humanamente possível .
Um abraço e volte sempre


De maria lobo a 17 de Junho de 2008 às 17:21
força luisinha e realmente uma mulher de mt garra,km dera poder ter exa força cmg.volte sempre e denos mais livros como o sa alma.
mil bjs de km adora ouvir sem papas na lingua


Comentar post


Vox pop - E viva Campo de Ourique e as histórias felizes!

Fui lá armada em esperta. A intenção era saberm se aquelas mulheres que ali trabalhavam no Mercado de Campo de Ourique tinham sequer sabido da comemoração do Dia Internacional da Mulher.

E não é que todas, apenas uma excepção, tinham recebido presentes, eram casadas há mais anos do que imaginamos que ainda existam casamentos em Lisboa ?!

Toma lá Luísa para aprenderes!

posts recentes

Pois é, vem ai o Natal!

raquel disse sobre A dor ...

Ana Paula disse sobre Des...

Importa-se de repetir????...

Paula disse sobre Virgem ...

Sara disse sobre Virgem a...

Maria disse sobre Diário ...

Alexandra disse sobre DES...

sara disse sobre Negas a...

? disse sobre Diário de u...

Obrigada Maria

Negas ao sexo? Cuidado av...

Sobreviver a 2009

coisas q eu quero mudar e...

Sofia Diniz disse sobre A...

tags

todas as tags

arquivos

Dezembro 2011

Fevereiro 2010

Novembro 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

pesquisar

 
blogs SAPO

subscrever feeds